Você está aqui

Exposição Danças de Luz, Caxias do Sul, 2016

De 07 de julho a 30 de julho de 2016.

A artista visual Flavia Tronca retorna à sua cidade natal de Caxias do Sul em julho com sua exposição de pintura "Danças de Luz" apresentada na Casa da Cultura Percy Vargas Abreu e Lima. No decorrer dos últimos três anos, ela exibiu extensivamente sua obra em exposições individuais e coletivas em São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul e seu trabalho é encontrado em numerosas coleções privadas. Colaboradora regular de artigos sobre arte contemporânea na Revista Level, sua abordagem à arte é resolutamente conceitual.

 

Este ano vem sendo particularmente produtivo e podemos ver a artista trabalhando em um novo projeto de impressão digital, além do novo trabalho de pintura apresentado na presente exposição.

"Danças de Luz" contém recente trabalho abstrato dedicado à interação multifacetada de textura, forma e cor em uma exploração coreográfica à qual o curador Scott MacLeay refere-se como "luminosidade relativa". Em seu texto curatorial, MacLeay, artista de novas mídias, escritor e curador que viveu e trabalhou em Paris por mais de 30 anos, e que agora reside em Florianópolis, observa: "Uma das características singulares do trabalho de Flávia Tronca é seu tratamento de superfícies e sua capacidade não só para capturar e refletir a luz em uma ampla variedade de formas, mas a sua capacidade para projetar a luminosidade muito além da superfície da tela, como se para gerar uma densidade palpável da luz reflexiva. Sempre vi seus gráficos como uma ferramenta delineando superfícies de luminosidade concorrencial ou complementar".

 

O fascínio da artista pela luminosidade como um vetor de comunicação é evidente em todo o seu trabalho, a partir de suas composições tipo mosaico hipnótico ao seu trabalho na utilização de lona e ao seu mais recente trabalho monocromático.  Suas obras são audaciosamente gráficas e enganosamente minimalistas, justapondo uma sensação de harmonia e equilíbrio com uma sensação discreta, mas deliberada, de caos. "Danças de Luz" é uma reconciliação de elementos aparentemente contraditórios que são, em realidade, aliados dedicados à coreografia da artista de cor e de luz - uma combinação que dá profundidade palpável e vida a estas ficções não-narrativas e fortemente simbólicas.

Comentando sobre a abordagem única de Flávia Tronca, MacLeay salienta o fato de que "a sua metodologia permanece discreta, apesar de sua profundidade e refinamento, uma qualidade que permite à sua abordagem à abstração de gerar sensações emocionais mais comumente associadas com o trabalho representativo. Há coragem em sua busca geométrica para estruturar o imaterial e uma qualidade quase mística em sua capacidade de conseguir "

 

A exposição DANÇAS DE LUZ aconteceu na Galeria Municipal de Arte Gerd Bornheim, em Caxias do Sul | RS. 
Casa da Cultura Percy Vargas de Abreu e Lima.

De 07 de julho a 30 de julho de 2016.

Curadoria de Scott MacLeay.